Defesa do Sanca preocupa Rexona-Sesc no confronto em Manaus

Por Saque Viagem - 02/02/2017 - 18h37 - São Paulo

Rexona foi bem recebido no Amazonas (Foto: Wander Roberto/Inovafoto/Divulgação)
 
 
Em Manaus (AM) para a disputa da quarta rodada do returno da Superliga, a meio de rede Carol mostra preocupação com o sistema defensivo do São Cristóvão Saúde/São Caetano. O time do ABC tem um aproveitamento de 24,31% no setor, de acordo com as estatísticas da CBV, contra 43,85% do Rexona-Sesc. 
 
"O São Caetano tem uma grande qualidade na defesa e, com isso, precisamos ficar bem atentas e estudar bastante o time delas. Queremos dar um passo a mais na competição, evoluir, e ser mais constantes para diminuir o número de erros", explicou a central da equipe de Bernardinho.
 
O terceiro jogo da Superliga na Arena Amadeu Teixeira está marcado para as 19h30 (horário local) desta sexta-feira (3). Nas outras duas partidas no Amazonas, todas de mando do São Caetano, o time de Hairton Cabral não conseguiu vencer nem Vôlei Nestlé e nem Dentil/Praia Clube. Ao menos, levou um entretenimento diferente a um público que recebe raras partidas de voleibol.
 
"Sabemos que a população daqui adora vôlei e fomos muito bem recebidas no aeroporto. Esperamos o ginásio lotado amanhã (sexta-feira) e isso nos motiva ainda mais para a partida. Estamos focadas para fazer um grande jogo e ganhar esses três pontos", disse Carol. O Rexona-Sesc é o líder da Superliga, com 43 pontos, contra dez do São Caetano, o décimo colocado.