Mari é oficializada pelo Bauru para a temporada 2016/17

Por Saque Viagem - 17/09/2016 - 10h07 - São Paulo

A ponteira/oposta Mari está de volta ao vôlei brasileiro. Após passar pela Itália e Indonésia na última temporada, a campeã olímpica acertou com o Concilig Vôlei Bauru para 2016/17. A apresentação de Mari à nova equipe está programada para o próximo dia 3. A expectativa da comissão técnica é contar com a atacante já na fase decisiva do Campeonato Paulista.
 
"Estou muito feliz em voltar a jogar no Brasil e em uma equipe que eu gostaria de jogar. Já tem bastante tempo que estou conversando com o Marquinho (Marcos Kwiek), desde quando eu ainda estava na Itália, e nós vínhamos 'namorando' sobre voltar a trabalhar juntos. Recebi outras propostas, mas soube esperar o momento certo para voltar, pois tinha a esperança que isso ia dar certo e estou muito feliz com a concretização da negociação", revelou Mari.
 
 
Mari jogou na Indonésia na última temporada (Foto: Divulgação)
 
 
Mari e Kwiek trabalharam juntos na seleção brasileira, quando o hoje técnico da seleção da República Dominicana foi assistente de Zé Roberto, e também no Pinheiros e Osasco. Com a nova aquisição, o treinador espera um salto de qualidade do Bauru para as principais competições da temporada.
 
"O currículo da Mari fala por si só. É uma jogadora de grande qualidade, diferenciada e com uma experiência que vai nos ajudar muito com esse grupo jovem que temos hoje. Temos competições difíceis pela frente, como Superliga, Copa Brasil e a reta final do Paulista, e jogadoras como ela e as dominicanas (Castillo e Rivera) vão agregar demais ao nosso time", comentou Kwiek.
 
A última equipe que Mari defendeu no Brasil foi o Vôlei Nestlé, na temporada 2014/15. Na ocasião, teve uma passagem discreta e ficou no banco de reservas. Antes, no Dentil/Praia Clube, também não se firmou. No interior paulista, e ao lado de um técnico que conhece bem, a jogadora tenta recuperar o voleibol que a consegrou.
 
"Tenho acompanhado a montagem da equipe e o time tem muito potencial para chegar longe na temporada. Além de já conhecer o Marcos, e ele me conhecer muito bem, a forma como a equipe vem sendo montada e trabalhada também me motivou a jogar em Bauru. A mescla de jogadoras jovens e talentosas com outras experientes pode dar bons resultados, ainda mais nas mãos de um técnico competente como o Marquinho", ressaltou Mari.