Novo time do interior de SP se inspira em grandes para virar potência

Por Saque Viagem - 02/02/2017 - 17h34 - São Paulo

Itapetininga terá time a partir da próxima temporada (Foto: Divulgação)
 
 
Por enquanto, o único nome anunciado pelo Vôlei UM Itapetininga-SP para a temporada 2017/18 é o do oposto André Nascimento. Mas o novo time do voleibol brasileiro, baseado no interior de São Paulo, tem planos ambiciosos. 
 
O objetivo é, a longo prazo, se tornar uma das potências do voleibol brasileiro. Para isso, mira no trabalho desenvolvido pelo Sada Cruzeiro, time que começou modesto até se tornar três vezes campeão do mundo. 
 
Por trás do projeto está Rodrigo Moraes, ex-jogador e sócio-diretor de uma agência de marketing esportivo. O time tem como patrocinador máster a Universal Chemical, além dos apoios da prefeitura de Itapetininga, da 3M e da Hunter Douglas.
 
Por conhecer de perto alguns dos principais times e ligas do mundo, Moraes pretende levar para Itapetininga algumas das boas práticas, sobretudo na área de marketing. O objetivo é transformar os jogos de vôlei em um espetáculo completo.
 
"Nosso ginásio terá camarotes corporativos, pois acreditamos que o vôlei tem muito a ser explorado no Brasil. Vemos muito isso fora, mas por aqui ações deste tipo ainda são muito tímidas. Nosso objetivo é transformar cada jogo em um grande evento. Vamos ter shows, apresentações e praça gastronômica para nosso torcedor curtir antes da partida", explica Moraes.
 
A estreia oficial do Vôlei UM Itapetininga deve ser no Campeonato Paulista, no início do segundo semestre. Dentro do planejamento está também a disputa da Superliga B. Já o elenco para a disputa dos torneios começa a ser montado ao fim da atual temporada.
 
"Estamos aguardando o fim da Superliga para fazer a proposta ao técnico interessado. Depois disso, junto com este novo técnico, vamos montar o elenco", explicou Moraes.