Sada Cruzeiro atropela Zenit e fatura o tri do Mundial de Clubes

Por Saque Viagem - 23/10/2016 - 19h00 - São Paulo

Sada Cruzeiro venceu por 3 a 0 o jogo do título (Foto: Divulgação/FIVB)
 
 
Um, dois, três. O Sada Cruzeiro é mesmo predestinado a quebrar feitos. Neste domingo (23), o Divino Braga lotou para testemunhar mais uma conquista da Raposa. Mais um Mundial de Clubes, mais um troféu para encher a galeria da equipe mais vitoriosa dos últimos tempos. 
 
Com direito a uma aula sobre o Zenit Kazan-RUS, que pousou em Betim (MG) carregando a faixa de atual campeão da Liga dos Campeões, o time de Marcelo Mendez se sagrou tricampeão do mundo ao vencer a grande decisão em 3 sets a 0, com parciais de 25/21, 25/23 e 25/15. 
 
Agora, só o Trentino-ITA, com quatro, tem mais títulos que os cruzeirenses no Mundial de Clubes. Já o Zenit segue sem saber o que é vencer a competição. Nem mesmo Anderson, Leon e Mikhaylov, no auge da forma, foram capazes de quebrar o jejum dos russos.
 
Isso porque o Sada, mais uma vez, esteve em uma jornada daquelas de fazer brilhar os olhos do técnico Marcelo Mendez. William jogou com o passe na mão e confundiu os bloqueadores adversários. Foi um show particular do camisa 7 cruzeirense.
 
Evandro, que até então vinha sendo ofuscado por Leal e Simon, apareceu na hora que a Raposa mais precisava dele. O oposto teve uma atuação segura, sendo responsável por 14 pontos. Rodriguinho, que substituiu o lesionado Filipe, não sentiu a pressão diante de tanta estrela.
 
Em meio à bela exibição do Sada, o Zenit pouco pôde fazer. À beira da quadra, Vladimir Alekno orientou, pediu tempo, trocou o elenco, mas nada mudou o rumo do jogo. O terceiro set, então, foi um passeio imaginável para um confronto deste porte. Um passeio à altura de um tricampeão.
 
Evandro terminou o duelo como maior artilheiro, com 14 acertos, enquanto Leon fez 13 para os russos.